CONTOS

MOMENTOS MÁGICOS: O DIA QUE PUS A MÃO NA TAÇA. CONTOS RECOLHIDOS DO BASQUETEBOL (26)

.:: momentos_magicos_o_dia_que_pus_a_mao_na_taca_contos_recolhidos_do_basquetebol_26_50441_1_pt_115342.jpg ::.

BRASIL É CAMPEÃO MUNDIAL DE BASQUETE FEMININO

VÉLEZ SARSFIELD É CAMPEÃO ARGENTINO DE BASQUETE FEMININO.

                Com certeza, os meus amigos e meus leitores já conhecem bem minha trajetória dentro do Basquete; amante da modalidade, sem nunca ter jogado, até porque, quando na minha adolescência, nos meus primeiros anos de estudo, minha cidade, São Tomás de Aquino, sequer uma quadra de esportes existia, muito menos a de basquete!

                Nada disso interferiu na escolha do basquete como meu único esporte que mesmo sem conhece-lo. Nuca joguei, só fiz minha estreia nas quadras, como torcedor, é claro, em 1971, já numa competição nacional, a Taça Brasil, realizada em Franca SP, vencida pelo então Clube dos Bagres, time que deu origem aos demais  clubes da cidade, chegando hoje ao Franca Basquete.

                Décadas se passaram e o Basquete passou a fazer parte definitivamente da minha vida.

                Hoje como fotógrafo e meu site, tenho em meu currículo, 22 coberturas internacionais, continuado sem ganhar nada por esse trabalho; viajo quando posso sempre cobrindo um evento da modalidade. Ganhei amigos, e apoios que jamais pensei que aconteceria comigo.

                A “máxima”, dinheiro não é tudo na vida... posso dizer que me incluo perfeitamente nela. Hoje quero apresentar duas das maiores conquistas que jamais sonharia um dia se tornar realidade. As duas com detalhe em comum: pegar o troféu de campeão!!!

BRASIL É CAMPEÃO MUNDIAL DE BASQUETE FEMININO

                Isso aconteceu na Austrália, em 1994, competição que eu acompanhei os jogos pela TV Bandeirantes, sempre nas madrugadas frias de junho. 2019, comemoração dos 25 anos desta magnifica conquista, eu estava convidado para participar desse momento mágico, a convite do jornalista Frederico Batalha. Além de fotografar, tirar fotos ao lado das minhas ídolos, eu pude pegar na taça (foto em destaque), só não levantei o troféu, pois fiquei com medo de deixar cair, já que estava tremendo.

                Foram momentos mágicos ou até mesmo poderia dizer, O dia que pus a mão na taça!

                So tenho a agradecer a Deus por tudo que me deu e me fez feliz e aos meus amigos que sempre me deram aquela força e em especial ao amigo Frederico Batalha pelo honroso convite para participar do evento comemorativo aos 25 anos da conquista de um mundial.

Obrigado Fred.

VÉLEZ SARSFIELD É CAMPEÃO ARGENTINO DE BASQUETE FEMININO.

LOCAL: CLUB OBRAS SANITARIAS BUENOS AIRES 2018

                Outro momento mágico, aconteceu em 2018 quando fui cobrir o quadrangular final do campeonato argentino feminino no lendário ginásio do Obras Sanitarias de Buenos Aires. Na ordem cronológica, esse foi o meu primeiro momento mágico, mas as datas não são as mais importantes e sim, o motivo do acontecimento.

Vélez Sarsfield, Las Heras, Unión Florida e Obras chegaram ao final four. Las Heras e Vélez protagonizaram a grande final e o time da grande Buenos Aires levou a melhor sobre a equipe de Mendoza. Final Vélez 67 x 39 Las Heras

                Ao final da competição, procurei a menina destaque da competição, a Brenda Fontana, do Vélez, para fazer uma matéria com ela. Para meu espanto, a menina saiu correndo e em alguns minutos depois, chegou com o troféu de MVP, ganho por ela e o troféu da competição, para a foto.  Fiquei sem palavras quando ela disse: “esse troféu é para você, que saiu lá do Brasil e veio aqui para nos prestigiar”

                Esse presente simbólico foi um sonho que jamais havia sonhando e ainda continuo sem palavras. Só tenho a agradecer a Brenda, que a partir desse dia, eu passei a ter mais uma ídolo dentro do meu coração.

E um agradecimento muito especial a minha amiga e treinadora Adriana Amado, que era treinadora do Obras, na época e que muito me ajudou.

................................

Agora, para quem nunca jogou nada, colocar as mãos nestas duas taças, é um sonho, momentos mágicos ou até mesmo, poderia dizer que estava sonhando e diria:

“qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência”

Mas não foi sonho....(pergunte aos meus amigos Frederico Batalha e Adriana Amado)

    • Você é nosso visitante número
      10.921.585

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos