NOTÍCIAS

06/11/2019

Aos 11 anos, Micaela Duarte joga no sub-16 e vai reforçar o Bradesco/Osasco

.:: aos_11_anos_micaela_duarte_joga_no_sub_16_e_vai_reforcar_o_bradescoosasco_40985_1_pt.jpg ::.

Uma pernambucana de 11 anos tem dado o que falar no basquete feminino brasileiro. A pequena Micaela Duarte, do Náutico Capibaribe, começou no Olímpia/Santa Cruz, com o técnico Carlos Oliveira, e agora vai alçar seu primeiro grande voo. Em janeiro, ela se muda para São Paulo. Vai jogar no Osasco/Bradesco para se manter em desenvolvimento. Mesmo com 11 anos, Micaela já atua contra meninas até cinco anos mais velhas. Em dezembro, estará em ação no Brasileiro Interclubes sub-12, no Clube Duque de Caxias, no Paraná.

Micaela é fã de Hortência e tem sonhos gigantes no basquete. Foi campeã em torneios 3x3, 5x5, inclusive atuando em competições sub-15, bem acima da sua idade. Foi campeã dos Jogos Escolares no sub-12, da Copa Joinville no sub-16, sub-14 e sub-12, além dos torneios do Comitê Brasileiro de Clubes em parceria com a Confederação Brasileira de Basketball. Este ano, esteve na seleção pernambucana sub-15, jogando efetivamente e pontuando bem.

- Eu comecei a treinar com sete anos, depois de ver meu irmão treinar. Surgiu esse interesse pelo basquete. A Adrianinha fez uma associação e com nove anos foi para lá. Estou realizando um primeiro sonho, que é jogar no Bradesco, e tenho mais dois sonhos. Chegar na seleção brasileira um dia e também conseguir um lugar na WNBA. Vou trabalhar muito para conseguir isso - garantiu a pequena.

O técnico Carlos Oliveira roda o Brasil atrás de talentos do basquete. E logo observou as qualidades de Micaela. Para ela, apesar da idade precoce, que já foi um problema para ela em alguns momentos, a atleta sempre foi diferenciada.

- Ela sempre foi uma menina diferenciada, muito inteligente, aprende tudo muito rápido, tomada de decisão muito rápida, leitura boa desde pequena, muito competitiva. Eu ia dar treino para categorias mais velhas, e ela sempre pedia para ficar treinando com os mais velhos, e meninos e não meninas - explica o técnico Carlos Oliveira.

Carlos não duvida de onde Micaela pode chegar nos próximos anos.

- Tem muito potencial, e em breve estará nas seleções de base do nosso país. Ela já joga competições nacionais nas categorias sub 12, 13, 14, 15, 16, tendo apenas 11 anos. Joga e pontua bem nestas categorias, menina destemida, determinada, joga como gente grande - frisou Carlos.

Fonte: CBB

    CONFIRA ALGUMAS FOTOS

    • Você é nosso visitante número
      7.401.952

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos