NOTÍCIAS

06/11/2019

SELEÇÃO FEMININA ADULTA VISITA A CBB

.:: selecao_feminina_adulta_visita_a_cbb_40984_1_pt.jpg ::.

O dia foi de visita na Confederação Brasileira de Basketball. As meninas da seleção brasileira foram até a sede da CBB, no Riocentro, e conheceram toda a equipe que trabalha no dia a dia da entidade. Além disso, se encontraram com o presidente do Basquete Brasil, Guy Peixoto, que recepcionou o grupo e comissão técnica e conversou com as jogadoras. As atletas, inclusive, aproveitaram a visita para conhecerem o troféu do título mundial feminino em 1994, na Austrália. Campeã com aquele time e hoje gerente da seleção feminina, Adriana dos Santos matou a saudade da conquista que completa 25 anos neste ano.

As jogadoras da seleção conheceram as pessoas que trabalham no departamento financeiro, técnico, marketing, imprensa, administrativo, entre outros. Em sua fala, Guy Peixoto lembrou que desde o começo da sua gestão deixou bem claro que ampliaria a atenção ao basquete feminino, o que é mais do que claro principalmente com os resultados dentro de quadra, com o título dos Jogos Pan-Americanos de Lima e o bronze na AmeriCup.

- Essa foi uma das promessas da nossa gestão, de batalhar pelo histórico basquete feminino do Brasil e de dar a atenção que elas merecem. Todas as pessoas que trabalham na CBB, no dia a dia, por trás, trablaham para que vocês tenham cada vez melhores condições de nos representar dentro de quadra. Estamos muito orgulhosas de vocês e felizes com os resultados nas últimas competições. E eu tenho certeza que vocês estarão em Tóquio 2020 - disse o presidente.

Em nome das jogadoras, Tainá Paixão falou sobre a importância dessa aproximação da CBB com as atletas.

- Eu estou na seleção desde o sub-14, e essa é a primeira vez que venho na CBB, que conheço as pessoas, que visito a sede. E isso é muito legal. É bom conhecer as pessoas que trabalham por nós, que nos ajudam fora da quadra. Ficamos felizes com essa possibilidade e essa atenção - citou Tainá.

Técnico da seleção feminina, José Neto agradeceu a oportunidade e lembrou do trabalho de resgate do basquete feminino.

- Quando recebi o convite do Guy, da Adriana, do Marcelo Sousa, pensei muito, e vi que era pessoas sérias, pessoas que queriam tabalhar para que o basquete feminino voltasse a ser campeão como sempre foi. O Brasil tem peso, tem história. E vejo hoje que fiz a escolha certa. De entrar nesse mesmo time para trabalhar em prol disso - garantiu José Neto.

Secretário Geral da CBB, Carlos Fontenelle lembrou da estrutura que as meninas têm à disposição na preparação para o Pré-Olímpico das Américas, entre os dias 14 e 17 de novembro, em Bahía Blanca, na Argentina. Elas treinam na Arena Carioca 2, com tudo feito em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil.

- Conseguimos, com apoio do COB, do nosso departamento técnico, colocar à disposição das meninas a melhor estrutura para preparação. A promessa do presidente Guy Peixoto era valorizar o basquete feminino e é isso que estamos fazendo. Colocando recursos e atenção no naipe. E trabalhando para cada vez mais ampliar esse apoio - disse Fontenelle.

Fonte: CBB

    • Você é nosso visitante número
      7.401.963

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos