ENTREVISTAS

BEATRIZ OLIVEIRA, DE SÃO BERNARDO, FALA DE SUA VIDA, SEUS SONHOS, E A FELICIDADE DE DISPUTAR MAIS UMA LBF

.:: conteudo_38480_1.jpg ::.

Um metro e setenta e oito centímetros de pura beleza e elegância, vinte anos de puro charme e distinção. Ela é a Beatriz Oliveira a “esteticista” do basquete que volta a São Bernardo para dar mais um toque de um lindo basquete e ajudar sua equipe nesta temporada da LBF.

A menina Bia, de Americana, e a alegria de todos os que amam um belo basquete. este ano o campeonato promete grandes confrontos e mesmo antes de seu início, o Basquete Feminino já e um grande vencedor.

            Vamos acompanhar um pouco da história de quem faz o esporte acontecer; sua trajetória; seus sonhos e muito amor e dedicação ao basquete sem deixar o estudo da Estética não só para cuidar da beleza do basquete, mas de todos aqueles que procuram um verdadeiro tratamento da beleza.

 Beatriz, fale um pouco de sua carreira, desde quando começou até hoje, um destaque da equipe São Bernardo.

Eu comecei muito nova, minhas irmãs mais velhas, Magali e Izabele jogavam, e como meus pais sempre trabalharam, acompanhava elas aos treinos e assim que tive “idade”, pude começar a participar das escolinhas de Basquete em americana, no ginásio do Centro Cívico.

 Minha trajetória começou em:

  2004 aos 6 anos em americana, onde fiquei por onze anos , ate meus 17 anos em 2015, dentro desse período fui emprestada junto com mais duas colegas, no ano de 2011 para disputarmos um campeonato , por Nova Odessa a cidade vizinha, onde ficamos em 3° lugar em um jogo pra lá de disputado e polemico (risos).

 Em Americana ganhei muitos títulos e defendi o estado de São Paulo pela seleção paulista, no campeonato estadual.

 2013 : Seleção Paulista – CAMPEA SUB /15 - 2015 comecei minha trajetória em Jundiaí onde fiquei por um ano, ganhamos quase todos os títulos disputados, e tive a oportunidade de defender novamente a seleção paulista e a seleção brasileira, participando da minha primeira viagem internacional (Paraguai)

2015 : Seleção Paulista – CAMPEA SUB /17

 2015 : Seleção Brasileira/Sul Americano – CAMPEÃ SUB /17

 - 2016, mesmo com vários campeonatos disputados e títulos conquistados, até o inicio do ano de 2016 estava tudo certo para retornar a equipe de Jundiaí, porém, quando o time retornou aos treinos, disseram que não iriam permanecer comigo por falta de verba, que até hoje o basquete, principalmente o feminino sofre com essa situação, e fiquei por dois meses sem clube, até eu receber uma ligação do antigo técnico Victor, e a equipe de São Bernardo me acolher, infelizmente, as condições que puderam me oferecer não foram das melhores, e fiquei durante três ótimos meses nesse clube maravilhoso, até receber uma proposta irrecusável de Uninassau Recife. Sabendo da situação, fui liberada e logo assinei contrato com a equipe de Recife. Em Recife, tive meu primeiro contato com a Liga Nacional de Basquete Feminino, ainda em 2016, além da Liga, disputei outros campeonatos, entre eles, Mundial de 3x3 na China, pela Uninassau, onde fiquei até junho de 2017. - Junho de 2017, decidi voltar para São Paulo, para disputar meu último ano de Categoria de base, em São José, onde fiquei ate o final do ano. - Já no inicio do ano de 2018, com a ajuda de meus agentes, Rodrigo e Renan, fui apresentada em Itu para o a disputa da liga e regionais, acabando o contrato com Itu, logo depois dos Regionais, fui contratada pela equipe de Araraquara para a disputa do Paulista, que se encerrou em dezembro de 2018, depois da derrota no playoffs, nas quartas de finais, para equipe de Vera Cruz. E hoje, em 2019, me apresento, com muita satisfação e alegria a equipe de São Bernardo, mesmo com uma breve passagem, criei um carinho e afeto muito grande, e o mesmo disse que nunca deveria ter saído, e aqui vou me dedicar ao máximo, para criar grandes histórias e conquistar muitos títulos.

 Quais foram suas principais conquistas?

- 2013 : Seleção Paulista – CAMPEÃ

 sub15 - 2013: Unimed/Americana- CAMPEÃ

 sub15 / (Titulo que marcou minha trajetória, devido a vários contratempos no time durante o ano)

 - 2015 : Seleção Paulista – CAMPEA sub17 - 2015 : Seleção Brasileira/SulAmericano – CAMPEA sub17

 Quem foi sua inspiração para ser uma jogadora de basquete?

Não cresci em uma família muito ligada ao esporte, mais minhas irmãs foram a minha maior inspiração para dar o inicio ao basquete, assim que comecei a jogar e estar envolvida e conhecer mais sobre o esporte e seus atletas, Ariadna foi um espelho para mim dentro e fora de quadra, quando ela veio pra jogar em Americana, eu ainda era novinha, e observava, admirava muito ela dentro de quadra, uma jogadora comprometida, e com muita seriedade, com um corte rápido, e uma defesa quase impenetrável, e fora das quadras, com sua humildade e sua história de vida de admirar-se.

 Quais as maiores dificuldades por meninas, que pretendem se tornarem jogadoras de basquete?

Não só no basquete feminino, mais sim em praticamente todos os esportes, um dos maiores problemas enfrentados é a falta de patrocinadores e verbas. O que acaba diminuindo a quantidade de times e consequentemente grande parte dos atletas acabam ficando sem clubes e desempregados

 Como é sua rotina; treinos, jogos, lazer, estudar, fale um pouco da Beatriz, fora das quadras

Sempre foi muito corrida e cansativa minha rotina de treinos, tanto que alguns clubes, não conseguia conciliar os treinos com os estudos. Graças a Deus aqui em São Bernardo, vou fazer a faculdade no período da manhã, e nos outros dois períodos, vou treinar de acordo com o cronograma de treinamento do clube. Eu gosto de ter um lazer, sair, tomar um sorvete, ir a shows, ir a alguns barzinhos conversar com os amigos, mais principalmente quando estou disputando campeonato, treinando forte, procuro ser muito focada, ficar mais em "casa", na república, descansando, porque sempre os treinamentos são intensos e cansativos. A Bia fora das quadras Por passar muito tempo longe de casa, quando estou na minha cidade, fico muito com minha família, e alguns amigos bem próximos, procuro sempre fazer algo onde todos os familiares possam estar juntos, passo um tempo curto com eles, e quero aproveitar máximo de tempo possível quando posso. Meu pai é bastante aventureiro, e quando estou em casa, ele inventa de ir a cachoeiras, no meio do mato fazer trilhas, e eu amo, porque adoro viajar, e me aventurar também.

Como você vê o atual momento do nosso Basquete Feminino?

O basquete feminino já melhorou muito, só que tem muito ainda o que melhor. Infelizmente teve equipe que tiveram que sair do campeonato da LBF por falta de apoio e verba pro nosso basquete

 Como está sua  equipe para esta temporada?

Estamos nos preparando essa semana fisicamente. Nosso time é um time novo onde quase todas têm as mesmas características de jogo Estamos com um bom entrosamento Vamos trabalhar muito para que possamos chegar onde queremos chegar ao campeonato e fazer um bom campeonato

COMPETIÇÃO DE TRÊS PONTOS

Uma cidade    Recife

Prato preferido  macarrão e farofa temperada

Um sonho realizado  ter ido pra seleção

Um sonho a realizar  Ter minha casa e minha família e me tornar uma jogadora profissional

Um ídolo no basquete LeBron James

Um homem bonito  Michael Bakari Jordan

Imprensa  Eu gosto muito das matérias do Globo Esporte, são matérias que realmente mexem com a gente, porém, o futebol, como em todos os outros canais de esportes e sites, sempre é o mais falado, e em especial o futebol masculino. Hoje, graças a expansão das redes sociais, da pra divulgar, vender qualquer produto, e isso facilitou ainda mais pra divulgação de campeonatos e matérias sobre o basquete, já que não temos "tanto" apoio da TV, o site da liga , é um dos maiores do Brasil, na minha opinião, e também que eu acompanho que procura sempre estar atenta a divulgação de clubes, atletas entre outras coisas que acontecem no basquete feminino.

Amor minha família e amigos

Deus  Mesmo quando tudo parece que vai desmoronar, sempre confio em Deus, já me provou várias vezes que Ele é Deus e não tem porque eu não acreditar nisso. Eu o amo incondicionalmente, sempre oro pra me dar saúde pra continuar correndo atrás do que mais amo fazer, que é jogar basquete. Ele é demais, na moral .

 É a minha luz, minha direção É o meu refugio e meu melhor amigo

Seleção brasileira.

É uma das coisas que mais almejo na vida, defender minha pátria. Sempre torço pelas minhas colegas que estão jogando pela seleção, pra voltarmos a elite do basquete mundial.

O que você mais gosta De jogar basquete, claro rs' Gosto muito de comer; mesmo não cantando nada bem kk eu amo cantar, conversar e mexer nas redes sociais.

O que mais detesta Falsidade, e a bagunça da minha irmã

A cesta mais certeira de sua vida Uma do meio da quadra quando acabou o jogo, mas estávamos ganhando

 Uma mensagem  " Aguente firme e siga em frente "

    • Você é nosso visitante número
      5.870.228

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos