COBERTURAS

SAMPAIO BASQUETE VENCE VERA CRUZ EM CAMPINAS; NESTA TERÇA É O SEGUNDO JOGO DA FINAL DA LBF

.:: conteudo_36323_1.jpg ::.

Disputado do começo ao fim, não faltou emoção no primeiro jogo das Finais da LBF CAIXA 2018. Era o duelo das melhores defesas do campeonato, o que justifica o baixo placar. No final, melhor para a equipe que lidera o quesito defensivo. O Sampaio Basquete derrotou o Vera Cruz Campinas fora de casa, por 56 a 55, no ginásio da Ponte Preta, no interior paulista.

A equipe do Maranhão saiu na frente na série melhor de cinco e ainda quebrou a invencibilidade das campineiras na competição, que já durava 20 jogos. Dividindo a pontuação máxima do Sampaio, Briahanna Jackson e Tati Pacheco anotaram 16 pontos cada (a norte-americana ainda teve 8 assistências).

No entanto, Ariadna, do Vera Cruz Campinas, foi a cestinha da partida, com 19 pontos. Meli Gretter teve 12 pontos
(e 7 bolas roubadas) e Jeanne outros 11 (com três bolas de fora). Uma das cestinh

As equipes voltam ao ginásio da Ponte para o segundo jogo das Finais, nesta terça-feira (22), às 19 horas.

Jogo

Com o equilíbrio característico dos encontros anteriores, Vera Cruz Campinas e Sampaio começaram o jogo trocando cestas e trabalhando bem as posses de bola, terminando o primeiro período com pontuação baixa. O segundo período teve a mesma parcial – 15  a 13 pro Sampaio, que dominou o placar boa parte do tempo, mas viu o Vera Cruz fazer 6-0 nos últimos dois minutos após ter ficado quase 4 sem pontuar, reacendendo a torcida no ginásio.

No segundo tempo, as equipes tiveram baixo aproveitamento ofensivo, o que mais uma vez limitou o placar. O Sampaio conseguiu administrar a vantagem do primeiro tempo para seguir na frente (parcial 11×11, 41×37 no placar).

Disposto a virar, o time da casa entrou ligado no período decisivo e logo tratou de virar, com Meli Gretter a pouco mais de sete minutos para o fim. A argentina, aliás, foi o motor da reação campineira, com 9 pontos no quarto final.

A partir daí, o jogo ficou ainda mais equilibrado, com apenas uma posse de bola de diferença. Foram três empates e sete mudanças na liderança do placar nos sete minutos finais. Jeanne colocou fogo no jogo com duas bolas de três em sequência, que devolveram a vantagem ao Vera Cruz a um minuto do fim.

Mas Tati Pacheco foi decisiva: a ala ‘boliviana’ fez sete pontos nos últimos sete minutos e converteu os dois lances livres a 25 segundos, que selaram a vitória. O Vera Cruz Campinas ainda teve quatro chances na última posse, mas a defesa do Sampaio funcionou e as tentativas de Babi, Meli Gretter (pra três), Monica Nascimento e Ariadna não entraram. Houve reclamação do banco campineiro, que pediu falta na jogada final, não marcada pela arbitragem.

Virgil Lopez, técnico do Sampaio, e Tati Pacheco exaltaram o ponto chave da vitória da Bolívia:

– Sem dúvida foi a defesa. Nosso ataque não foi tão eficiente, mas a gente achou as soluções em momentos chaves, com bolas de três, lances livres. A gente foi bastante agressivo no momento em que elas foram agressivas defensivamente -, disse Virgil Lopez, técnico do Sampaio Basquete.

– Nossa defesa conseguiu prevalecer, limitando o Vera Cruz Campinas a 55 pontos, coisa que ninguém conseguiu fazer, e isso foi crucial hoje. Pro segundo hoje, temos que manter a mesma pegada, ter mais consciência quando elas estão pressionando -, analisou Tati Pacheco, umas das cestinhas do Sampaio na vitória.

FINAIS LBF CAIXA 2018

Vera Cruz Campinas x Sampaio Basquete

Jogo 2 – 22/5 (terça-feira), 19H. Ginásio da Ponte Preta, em Campinas (SP). SporTV

Jogo 3 – 27/5 (domingo), 15H. Ginásio Castelinho, em São Luís (MA). TV Gazeta e SporTV

Jogo 4 – 29/5 (terça-feira), 19H. Ginásio Castelinho, em São Luís (MA). SporTV

Jogo 5 – 3/6 (domingo), 15H. Ginásio da Ponte Preta, em Campinas (SP). TV Gazeta e SporTV

Texto: LBF

Foto: CM

    • Você é nosso visitante número
      5.151.467

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos