ENTREVISTAS

MARIELKA GARATE, DESTAQUE DO BASQUETE VENEZUELANO, VAI REFORÇAR O REAL CLUB, DE LIMA, PERU

.:: conteudo_35827_1.jpg ::.

De Santa Lúcia,  estado de  Miranda, Venezuela para o Mundo Encantado do Basquete: Marielka Garate.

Campeonato Sul-americano sub-15 feminino, realizado na cidade de Trinidad, no Uruguai. O Brasil foi campeão. A Venezuela teve uma grande participação o que levaria, num futuro, o crescimento da modalidade no país.

E assim se passaram oito anos, e o basquete feminino venezuelano tem alcançado posições de destaques no continente adquirindo vitórias expressivas. Foi mais uma cobertura internacional que fiz e mais uma realização, não só em divulgar uma grande competição como essa, mas sim as amizades que pude acrescentar no meu coração basqueteiro. Quero falar de uma delas por hoje, graças a Deus, fiz maravilhosas amizades e contatos. Hoje quero falar de uma apenas, ela é a venezuelana Marielka Garate!

Fiquei alojado no mesmo hotel da delegação venezuelana, e que pessoal maravilhoso, as atletas, dirigentes, treinadores e todos os dias, tive a oportunidade de conversar com todos eles. E assim nos interamos até  nos últimos instantes em que a delegação deixava o hotel, na madrugada após o encerramento da competição.

Quando no primeiro dia, de minha estada, quando fui instalar meu notebook, dei por conta que as tomadas eram diferentes das nossas aqui no Brasil. Ao pedir informações na portaria do hotel, um grupo de meninas da seleção venezuelana esta ao lado e se prontificou em me ajudar. Momentos depois as meninas sumiram....quando reapareceram, trouxeram o equipamento que eu estava precisando....

Essa e outras situações, quero ir contando para meus leitores, coisas que somente  o basquete pode nos proporcionar.

Voltando à minha amiga venezuelana, Garate devo dizer que nesses 8 anos de nossa ausência, hoje ela está com seus 23 anos e defende a seleção principal  de seu pais. Já possui em belo currículo, a saber:

Defendendo a equipe de Bucanerad, de la Guaira em seu país e depois atuando no exterior e foi o belo país andino do Peru, que ela atuou em 4 equipes, sendo

Santa Úrsula Arequipa
Faraday Arequipa

E Andinas de Cusco.

E agora, vai defender o Real Club de Lima para a disputa da Liga Nacional do Peru, que irá começar no inicio de abril.

Pela seleção venezuelana Garate participou de quatro competições com Sul-americanos e Copa das Américas jogando em seu pais, no Canadá e na Argentina. E amistosos também contra Espanha, China e Brasil.

Um pequeno resumo e uma história real de uma amiga que conheci há 8 anos e hoje é uma jogadora internacional, defendendo o Real Club de Lima.

Nas próximas postagens, mais sobre a amiga Garate.

Sucessos minha amiga.

Saludos desde Brasil

    • Você é nosso visitante número
      4.869.646

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos