ENTREVISTAS

LIDIANE ASSIS: O BASQUETE VENCE O CÂNCER; UMA HISTÓRIA DE AMOR AO BASQUETE

.:: conteudo_35909_1.jpg ::.

LIDIANE ASSIS, NATURAL DE FRANCA SP E UMA VIDA DE AMOR AO BASQUETE. A VIDA

Fazendo cobertura em Brasília, no ano de 2014, jogo válido pela LBF, entre Brasília e Rio Claro, um fato me chamou atenção pelo destaque que a equipe rioclarense proporcionava: uma grande faixa com os dizeres “Força Lidi...”

Tempos depois, cobrindo jogos em Franca,  tive a oportunidade de conhecer uma pessoa maravilhosa, linda, amiga, elegante, cheia de charme e um coração transbordando de amor. Nos jogos masculinos, ela estava na torcida, nos femininos, ela em quadra. Nas escolas da cidade, ela ajudando crianças quer através do basquete, da dança, uma eximia professora, a encontrarem uma formação cidadã, cívica e esportiva, através de sua conduta.

Foi assim que conheci, ganhei mais uma amiga dentro do basquete, que passei a admira-la cada vez mais.

Essa moça que passou uma vida nas quadras de basquete, aqui  no Brasil e alem mar, onde conheceu o Velho Mundo através de seu talento.

Num dia o Câncer surgiu em sua vida. Ela fez uma pausa no basquete, deu a devida atenção a ele e disse: “agora pode ir embora, porque vou jogar basquete e viver minha vida”.

Hoje esta fantástica pessoa está aqui, feliz em cheia de amor, de vida, de basquete sobretudo. Ela gentilmente conta um pouco de sua vida, sua carreira dentro do basquete e um verdadeiro caso de amor ao basquete e a vida.

Ela é Lidiane Assis!

 Lidiane fale um pouco de sua carreira, dentro do basquete, como e onde você começou até chegar aos dias de hoje

Sou de Franca Tenho 1.85 de altura Tenho 34anos Passei por Sertãozinho ano passado2017 Bom comecei a jogar com 14 anos, primeiramente porque eu tinha bronquite e os médicos disseram para eu entrar em um esporte. Desde então fiquei no basquete. Dei inicio em Franca na escolinha no ginásio do Champagnat com a professora Marta e a professora Rosa. Logo fui treinar com Alexandre Borges , ainda na equipe infantil .Não sabia nada não entendia nada nada rssss. Mais eu aprendi muita coisa com meus treinadores . Em 2000 fui chamada pra jogar na Equipe de Nova Friburgo no estado do Rio de janeiro! Indicada pelo meu treinador Alexandre Borges eu e mais duas francanas:Tania Maria Juarez e Maria Claudia Comodoro(nossa arbitra do NBB). Então ficamos uma temporada lá. Cidade gelada, morávamos em com onze meninas adultas as mais novas eram a gente , ganhávamos apenas produtos para uso pessoal , alimentação, moradia e uniformes.Sem salário algum.Ficamos lá por 6 meses depois a equipe recebeu uma proposta para jogarmos em Campos dos Goytacazes, fomos felizes porque era contrato bem maior que o que tínhamos em Friburgo. Fiquei mais um ano e meio jogando por eles tínhamos uma bela estrutura academia ginásio acesso ao clube Automóvel Clube, morávamos em um sobrado.  Não precisamos dividir o quarto com as adultas elas moravam em suas kitnetes individuais e a gente morava nesse sobrado as francanas tinham seus quartos , depois mais uma francana foi   juntar se com a gente

Então entrei na universidade Salgado de Oliveira no curso de Educação Física

Depois fui para São José do Rio Preto SP com os mesmos treinadores

Depois eu fui para Catanduva fiz alguns treino com Treinador Ferreto e ele me liberou para fazer parte da equipe em Uberaba onde joguei uma.temporada com Marão. Logo em seguida  fui jogar com a Maria Angélica (nossa eterna Branca )2004 e 2005 irmã da Magic Paula .Fiquei dois anos. la  voltei a estudar , como a grade curricular do RJ nao batia com a grade de SP voltei um ano. Fui muito feliz la adorava jogar la.Em 2006 e 2007fui para Suzano joguei com treinador Luciano . Em 2008 joguei em Santos com a treinadora Carmem, ai terminei minha faculdade na UNIP o curso de Educação Física em.licenciatura , foi bom também ...

Em.2007 e 2008 estava em são Bernardo joguei com o Marcio e grandes meninas como a Gilmara Justino minha grande amiga ....aprendi muito com ela e agradeço a ela todo carinho por mim.

2009 fui jogar em Joinville  SC ai só jogava foi legal . Em 2010 estava la também.Em 2011 fui para Araçatuba com mais ou menos um mês de casa machuquei meu joelho.

Estávamos preparando para a liga nacional ai eu rompi meu ligamento cruzado e menisco minha treinadora la era a Gi super querida.. Ele cuidaram muito bem de mim a Cleia Crepaldi e a sua irmã Claudia Crepaldi, me deram toda estrutura fazia Pilates , fisioterapia me recuperei em 6 meses .foi maravilhoso. Agradeço a todos pelo carinho e força que me deram nesse tempo de recuperação. Logo em seguida quando estava melhor eu continuei com contrato la fazia tratamento para voltar a jogar ai veio o convite deu para jogar fora sabe, onde realizei meu sonho de conhecer Portugal em 2012 /2013

Joguei na Equipe União Sportiva dos Açores na ilha de São Miguel na cidade de Ponta Delgado., onde meu treinador foi o Ricardo e João Santos.

A GRANDE VITÓRIA CONTRA O CÂNCER

Em 2013 para 2014 voltei para Brasil com titulo internacional de campeã de Portugal e fui convidada para jogar em Rio Claro

Mas fiquei por pouco tempo, pois estava doente. Deu-me câncer de pulmão

Maligno

Entrei desespero fiz quimioterapia

E meu mundo caiu mais Deus e bom suficiente pra gente prosseguir e hoje sou grata por tudo que superei.

 Fale de suas principais conquistas

Minhas principais conquista foi o respeito conquistado pelas pessoas por mim

Ter vencido o câncer

E saber que o esporte nos tornam pessoas melhores

Também ter ido pra fora e conseguido superar uma dificuldade que tinha aqui no Brasil de jogar meu 1x1 aprender a me posicionar foi muito importante para mim e vencer meus medos e acreditar mais em mim foi uma grande conquista.

 Como você vê o atual momento do basquete feminino? O que falta para que ele melhore?

Hoje vejo que o basquete feminino precisa de ajuda urgente que não podemos deixar eles se perder, precisamos de trazer a modalidade desde as crianças e formando se uma base com o espelho de uma equipe adulta , formaremos grandes atletas profissionais e como pessoas também grandes cidadãos mais precisamos da ajuda de todos e treinadores fazerem clinicas buscarem algo que possam também motivar seus atletas apesar que se lembrarmos da motivação que uma Paula ou Hortência da vida tinha era apenas colocar uma bola de basquete na mãos dela e ali ja estavam alegres e felizes para representarem nosso pais.

 O basquete já deixou você triste alguma vez?

Bom o basquete me trouxe muitas alegrias e tristeza também. Tristeza por talvez não ter conseguidos alguns títulos importantes por as vezes eu não entender a maneira de jogar na época ou ficava triste quando visitava a família e tinha que ir embora rápido para voltar ao dever ne .

 Fale de algum fato inusitado em sua carreira

Fato inusitado ai meu Deus rs Achei quando estava em.Portugal o respeito das pessoas e carinho com a gente tipo parecíamos celebridade tinham cuidados com a gente sabe povo querido.me sentia muito bem

 Você é professora de dança, fale um pouco sobre essa atividade

Ai sobre a dança... .Nossa nem sei como explicar.Desde de criança eu gosto de dançar e tenho a dança comigo a qualquer momento que eu esteje. Às vezes andando na rua eu danço, lavando a louca faço vídeos, sou completamente apaixonada, amo que faço as vezes nos alojamentos quando jogava eu dançava com as meninas ate dentro de quadra , nem precisava de som que estava eu quebrando.A dança te proporciona um enorme prazer ela te traz alegria você consegui sair da depressão, se expressar e alem de tudo se movimenta se divertido e tendo uma qualidade de vida melhor. Depois que me curei do câncer eu joguei pela minha cidade de franca por dois anos.

Ano passado joguei por Sertãozinho

Eu quis voltar porque a doença não me parou me despertou para fazer coisas que jamais pensei em fazer.

Tipo sou educadora física atuo na área da saúde e bem estar

Dou aula de zumba, ritmos sou professora de basquete , natação , hidroginástica, esse mundo que não tinha hoje faz parte do meu dia a dia.

Mais isso tudo devo ao basquete que me fez uma cidadã melhor, que me ensinou muitas coisa

Mesmo depois que parei recebi e recebo ainda convites que se lembram com carinho de mim e me chamam pra jogar, tive proposta para jogar na Europa quando entrei na academia de natação

Convites de times do Peru, Bolívia e algumas equipes daqui mesmo.

Esse ano talvez consiga jogar jogos da região pela minha carga horária não consigo treinar todos os dias, mais aparecendo quero sim jogar pela nossa região que grande carinho tenho.

De vez enquanto jogo 3x3 pra lembrar um pouquinho com amigas queridas

                                                                                                                              

COMPETIÇÃO DE TRÊS PONTOS

Uma cidade: São Bernardo

 Um pais: Portugal

 Amor: pela vida que Deus me deu novamente

 Um ídolo: Deus

Um sonho realizado: conhecer Portugal e andar de avião

Uma mensagem para que gosta de basquete

 Se você quer ser uma grande jogadora de basquete tenha paciência com você, se cuide se oriente, se respeite para que o sucesso possa chegar a você de uma maneira tão agradável e prazerosa, não adianta só querer e preciso fazer acontecer..E isso não depende de nenhum treinador, eles nos orientam mais a nossa dedicação e sabedoria e que mais vale nessa caminhada , ha não desista se ouvir não isso é só começo da sua trilha...

OBRIGADO LIDI, O BASQUETE AGRADECE POR VOCÊ EXISTIR

    • Você é nosso visitante número
      4.867.867

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos