NOTÍCIAS

29/12/2017

NBB: SESI/FRANCA BASQUETE VENCE PINHEIROS NA CAPITAL E ENTRA NO G-4

.:: conteudo_35046_1.jpg ::.

O encerramento de 2017 não poderia ser melhor para o Sesi Franca Basquete. Na noite desta sexta-feira, diante de ótimo público no Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP), a equipe francana levou a melhor sobre o vice-líder EC Pinheiros, por 90 a 77, estendeu sua série invicta no NBB CAIXA para quatro seguidas e entrou no G-4 do maior campeonato do país.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, os patrocínios da SKY, INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e o apoio do Ministério do Esporte.

Põe na conta: Com a vitória, o time do técnico Helinho Garcia igualou a campanha do então quarto colocado Paulistano/Corpore com sete vitórias em dez partidas (70% de aproveitamento) e assumiu a posição por levar a melhor no desempate por confronto direto. Já o Pinheiros permanece na vice-liderança, mas pode ser alcançado caso o Flamengo vença o clássico contra o Vasco, neste sábado (30/12), às 14 horas, ao vivo na Band e no SporTV.

Mão afiada: A equipe francana, de fato, fez chover na capital paulista na noite desta sexta-feira. Com 15 arremessos de 3 pontos convertidos em 28 tentativas, o time do interior apresentou aproveitamento de 53,6% e usou os tiros longos como principal arma ofensiva na partida. Com quatro acertos em cinco chutes, o ala Antonio foi o destaque do time no fundamento.

Os caras: Com 5/8 nos arremessos de quadra, sendo 3/4 em bolas de 3, o armador Henrique Coelho viveu noite inspirada e deixou a quadra com 16 pontos. Antonio, que fez 12 de seus 14 pontos em tiros para 3, também se sobressaiu no time francano, assim como ala/pivô Luis Gruber, que anotou um duplo-duplo de 13 pontos e dez rebotes.

Noite de garçom: Seu jogo sempre foi marcado pela capacidade em fazer cestas, mas dar assistências tem sido uma constante no jogo de Léo Meindl. Na grande vitória francana sobre o Pinheiros, o ala de 24 anos registrou seu recorde de servidas no NBB CAIXA, com 12, e completou sua grande noite fazendo dez pontos e totalizando seu primeiro duplo-duplo na temporada.

Sentiram falta: O Pinheiros entrou em quadra sem quatro atletas cruciais no elenco. Marcus Toledo e Gemerson, lesionados, eram ausências já esperadas, mas na partida anterior, contra a Liga Sorocabana, a equipe perdeu o atual MVP Desmond Holloway, desqualificado do jogo (cumpriu suspensão contra Franca), e o pivô Ralfi Ansaloni, que sofreu uma lesão no dedo da mão e foi barrado por conta do grande inchaço na região.

Só o quinteto: Os cinco titulares do Pinheiros jogaram em média 30 minutos cada e criaram quase toda produção ofensiva da equipe. Corderro Bennett fez 18 pontos e foi o maior pontuador, seguido pelo garoto Felipe Ruivo, com 15, e pelo norte-americano Chris Ware, responsável por 14 pontos. Já Arthur Bernardi registrou 11, enquanto Lupa contribuiu com oito e mais sete rebotes. Ao todo, o quinteto fez 58 dos 77 pontos da equipe (75,3%).

E agora: O Franca abrirá sua trajetória em 2018 enfrentando o Universo/Vitória no dia 06 de janeiro (sábado), no Ginásio Pedrocão, às 14 horas (de Brasília), com transmissão ao vivo da Band. Já o Pinheiros voltará à ação no dia seguinte, 7 de janeiro (domingo), para enfrentar o Flamengo, na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro (RJ), às 18 horas.

Início quente: O Franca entrou em quadra com a mão para lá de calibrada. Com seis acertos em nove tentativas só no primeiro quarto, sendo duas de Gruber e duas de Coelho, a equipe francana ficou em vantagem durante toda a parcial e chegou a ter nove pontos de vantagem (14 a 5). Ao final, fechou os dez minutos iniciais com 26 a 21 de frente.

Na mesma moeda: E foi através das bolas de 3 que o Pinheiros tomou a vantagem no marcador. Com uma de Gui Bento e uma de Chris Ware praticamente em sequência, o time da casa virou a partida para 33 a 30 e mudou completamente o cenário que antes era desfavorável. A diferença ainda cresceu e terminou em seis pontos no final do segundo período: 42 a 36.

Voltou fervendo: No retorno do intervalo, o Franca voltou a acertar a mão nos arremessos de 3 pontos e retomou as rédeas da partida. Com três tiros longos convertidos logo de cara, a equipe do técnico Helinho Garcia empatou a partida em 44 a 44. Depois disso, estendeu sua corrida para 24 a 2 no terceiro quarto ao ampliar a diferença para 14 pontos (56 a 44) restando quatro minutos para o fim (58 a 44). As bolas de 3 seguiram caindo – foram mais duas –, e o time do interior paulista caminhou para os dez minutos finais com 20 pontos de frente: 71 a 51.

Só administrou: Com larga vantagem em mãos, o Franca só administrou a diferença até o final. Nem mesmo os 13 pontos de Bennett (5/6 nos arremessos de quadra) foram capazes de tirar o brilho do triunfo francano, que terminou com placar de 90 a 77.

Foto: Divulgação/LNB

Fonte: LNB

    • Você é nosso visitante número
      4.984.161

    • FOTOS & FOTOS

    • MARCOS DO CARMO

      Chua Marcos